quinta-feira, 30 de maio de 2013

Para que servimos crianças ? (Parábola das 10 moças)


Objetivo: Que a criança saiba que somos instrumentos de Deus. E o que devemos fazer e porquê?
 ----------------------------------------
DINÂMICA PARA INTRODUÇÃO DA HISTÓRIA:

Levar objetos e ver para que servem ? Deixar em uma caixa para as crianças irem escolhendo e falar para que serve.

Colher? Para comer.
Copo ? Para beber
Martelo.
Serrote.
Flauta.
Grampo de varal. E outros objetos.

E tem uma caixa especial que contém um espelho dentro. Essa fica por último para todas passarem e olhar e responder.
Na hora que elas se verem perguntar:
E esta pessoa aí para que serve?

Tudo tem um objetivo. Cada coisa da outra caixa servia para algo.

E nós? Nós somos especiais!
Servimos para sermos instrumentos na mão de Deus.

------------------------------------------------------------------------
           
Vamos primeiro ouvir uma história para entender o quanto somos importantes.

LEITURA AUXILIAR: Mateus 25:1-13.

Apresentando uma lamparina. Pode ser figura, ou na tv.

Mostrar uma lâmpada e perguntar: O que é isso? Para que serve? Mostrar a lamparina e perguntar: Sabem o que é isto? Isto é uma lamparina.

Na época de Jesus, não havia luz elétrica nas casas e nas ruas. Quando anoitecia as pessoas usavam lamparinas e tochas para conseguirem enxergar alguma coisa. Precisava ter azeite para manter acesa.

Esta é uma parábola, ou seja, uma história que Jesus contou para nos ensinar algo com ela.

As 10 moças.
A história conta que havia 10 moças, que saíram para encontrar-se com seu noivo. Cinco eram ajuizadas e cinco não tinham juízo
O noivo estava vindo de outro lugar para vir ao seu encontro.

Como era noite e não havia iluminação nas ruas, cada uma das dez moças levou uma lamparina. Só que as moças ajuizadas pensaram: “Se o noivo demorar muito pode ser que acabe o óleo da lamparina e ficaremos no escuro. É melhor levar um pouco mais”. Então elas encheram uma vasilha com óleo, como prevenção.

As moças sem juízo devem ter pensado: “Eu tenho óleo suficiente. E não levaram óleo de reserva. .
Logo elas estavam no caminho à espera do noivo. Imagino que elas tenham chegado muito animadas, conversando sem parar sobre como seria a festa. Só que o tempo foi passando, passando e nada do noivo chegar. Elas esperaram e esperaram. Depois de algum tempo começaram a sentir sono e bocejar.

Já era tarde da noite e nada do noivo chegar. Elas começaram a se encostar umas nas outras, depois de algum tempo, todas adormeceram.
Mas sabem crianças, à meia-noite ouviu-se um grito (falar bem alto): “Aí vem o noivo, saí ao seu encontro!”

As dez moças acordaram de uma vez e levantaram-se. Já dava até para ver o noivo se aproximando. Elas começaram a arrumar suas lamparinas rapidamente.

As moças ajuizadas pegaram o óleo das suas vasilhas e colocaram-no dentro das lamparinas, com pressa para irem logo. As moças sem juízo perceberam que suas lamparinas estavam se apagando e ficaram muito nervosas porque não tinham azeite de reserva. Elas então pediram para as moças ajuizadas darem do azeite delas. Mas elas não podiam dar. Pois senão poderia faltar para elas também.

Então as moças ajuizadas ainda aconselharam as sem juízo a irem comprar azeite e depois voltarem para encontrar o noivo. As moças tolas foram correndo tentar achar um lugar, àquela hora da noite, onde pudessem comprar azeite. Enquanto elas saíram, os noivos e seu cortejo chegaram e as moças prevenidas foram com eles para a festa. 

Mais tarde, quando todos já estavam dentro da casa, festejando, as outras cinco chegaram.
Elas começaram a bater palmas e gritar: “Por favor, abram a porta! Queremos participar da festa também”. 


O noivo estranhou que algum convidado chegasse àquela hora para a festa pois ele dera tempo suficiente para que todos viessem. Chegar tão tarde era um desrespeito. Ele então lhes disse: “Não conheço vocês”. E fechou a porta!


As tristes moças sem juízo ficaram para fora da festa, na escuridão da rua. Esse foi o resultado de serem tão descuidadas. 

---------------------------------------
Hora de semear:

Vamos ver o que representa para nossa vida cada parte da história:
A casa = É o céu
O noivo = Jesus.
As moças = É a igreja. Mas não igreja templo. E sim nós, pessoas.
O azeite = Nossa vida espiritual, nosso comportamento com Deus.

Então, Jesus vai voltar para buscar a igreja Dele. Mas só entrará no céu quem estiver preparado. Precisa ter uma vida espiritual ligada com Deus. E quem não estiver preparado, não entrará no reino do céu.
--------------------------------------
 Agora voltando ao começo (Dinamica)

Para que nós servimos ?

Para sermos instrumentos nas mãos de Deus! 
Para fazer o quê?

Para ajudar as pessoas a se prepararem para a volta de Jesus.
Muitas pessoas são como aquelas moças descuidadas, não estão preparadas, não conhecem a Jesus. E se não falarmos de Jesus para elas, elas ficarão de fora da festa. Teremos parentes, amigos e vizinhos que não estarão lá conosco. E não é isso que queremos, certo?
Nessa história Jesus deixou claro que, quem não se preparar agora, não poderá participar da festa no Céu, quando Ele voltar.

Então, como diz o versículo: Vigiai... Como está o seu azeite? Como está sua vida com Deus? Está sendo obediente? Falando a verdade? Não está brigando? Pois a qualquer momento Jesus voltará, não sabemos o dia nem a hora.

-------------------------------
Recursos: Cones revestidos de eva. A cabeça dos bonequinhos é bola de isopor revistada de eva.
A casa é uma caixa de papelão revestida de tnt. A vasilha de azeite é vasilhame de yakult, cinco estão cheio com água e tinta guache amarela misturada com vermelha, para dar um tom laranja de azeite. E tampadas com eva em cima e cola quente.



Materia retirado da Tia Juliana/SC
http://escritasdatiaju.blogspot.com.br/